Resenha | Como eu era antes de você, de Jojo Moyes


Louisa Clark é uma garota de 26 anos, que trabalha desde os 20 anos em uma cafeteria e leva uma vida tranquila com a família e o namorado, Patrick, um triatleta que ela namora há anos e parece não se importar muito com ela, mas ela não liga. Sua família conta muito com seu salário para se manter, pois seu pai está correndo risco de ser demitido, sua mãe fica em casa cuidando do seu avô que após um AVC apresenta várias limitações, e sua irmã, que alem de ter um filho pequeno, trabalha em uma floricultura recebendo um salário que mal dá para sustentar os dois. Lou é uma mulher sem ambições e está contente com a vida que tem. Mas tudo muda. A cafeteria onde Lou trabalhava é fechada e ela fica desempregada, o que a obriga a procurar a agência de empregos da cidade.


“Nunca pensei que pudesse sentir falta de um emprego como se sente de um braço ou de uma perna, algo que está sempre ali, que faz parte de você. Não imaginei que, além dos medos óbvios sobre dinheiro e futuro, perder o emprego fizesse a pessoa se sentir inadequada e um pouco inútil.”

Seguindo indicações de seu conselheiro na agência de empregos, ela faz diversas entrevistas, mas não parece qualificada o suficiente para nenhuma das vagas. Quando Lou já está desesperada, surge uma vaga que ela pode preencher: a de cuidadora assistente. Lou faz a entrevista para o emprego, que paga muito mais que a cafeteria, porém, ela precisa cuidar de uma pessoa com tetraplegia C5/C6. A entrevista para sua surpresa é com a mãe da pessoa que ela deverá cuidar, ela se surpreende com o fato da Sra. Traynor marcar o seu primeiro dia sem ao menos estudar outros candidatos e mesmo sabendo que ela não tem experiência como cuidadora de um tetraplégico. O contrato é de 6 meses, e no seu primeiro dia quando conhece Will Traynor, ela fica chocada quando percebe que Will não a recebe bem e possui um mau humor que a deixa apavorada, o que a faz querer desistir logo nos primeiros dias, mas muda de ideia após pensar em sua família.

“Ele me odeia. Ele me olha como se eu fosse uma coisa que o gato trouxe na boca. E ele nem toma chá. Estou fugindo dele.”

Will Traynor é um homem de 35 anos que está preso a uma cadeira de rodas há dois anos após ser atropelado por uma motocicleta, o que o deixou tetraplégico. Ele é inteligente, rico e mal-humorado. Sua vida mudou completamente após o acidente. Ele era uma pessoa que praticava vários esportes, namorava bastante, estava sempre ativo, mas após o ocorrido ele depende das pessoas para tudo. Will não é fácil de lidar, prefere ficar sozinho o tempo todo, por isso é grosso com todos para afastá-los, ele não se sente satisfeito com situação em que se encontra e está planejando um jeito de mudar isso.



“Poucas coisas ainda me fazem feliz, e você é uma delas.”

Primeiramente, tenho esse livro na minha estante há dois anos e só agora criei coragem para ler. O motivo? Não gosto de livros com muitas tragédias e pelos comentários em volta desse sabia que seria um livro triste. Mas quer saber? Foi um erro terrível! Esse livro possui uma estória extraordinária e envolvente, cheia de detalhes e a autora nos prende do inicio ao fim. Me diverti bastante com os diálogos entre Lou e sua família, shippei ela com o Will L e acompanhei ao virar de cada página a evolução dela como personagem. O livro se tornou um de meus favoritos e não preciso nem dizer o quanto recomendo a leitura, né? Mas preparem os lencinhos.
“Apenas viva bem. Apenas viva.”
Nota:
 


Ficha Técnica
Título: Como eu era antes de você
Título Original: Me before you
Autor (a): Jojo Moyes
Editora: Intrínseca
Ano de Lançamento: 2013
Páginas: 320

Sinopse: Aos 26 anos, Louisa Clark não tem muitas ambições. Ela mora com os pais, a irmã mãe solteira, o sobrinho pequeno e um avô que precisa de cuidados constantes desde que sofreu um derrame. Sua vidinha ainda inclui o trabalho como garçonete num café de sua pequena cidade - um emprego que não paga muito, mas ajuda com as despesas - e o namoro com Patrick, um triatleta que não parece muito interessado nela. Não que ela se importe.Quando o café fecha as portas, Lou é obrigada a procurar outro emprego. Sem muitas qualificações, consegue trabalho como cuidadora de um tetraplégico. Will Traynor tem 35 anos, é inteligente, rico e mal-humorado. Preso a uma cadeira de rodas depois de ter sido atropelado por uma moto, o antes ativo e esportivo Will agora desconta toda a sua amargura em quem estiver por perto. Sua vida parece sem sentido e dolorosa demais para ser levada adiante. Obstinado, ele planeja com cuidado uma forma de acabar com esse sofrimento. Só não esperava que Lou aparecesse e se empenhasse tanto para convencê-lo do contrário.Uma comovente história sobre amor e família, Como eu era antes de você mostra, acima de tudo, a coragem e o esforço necessários para retomar a vida quando tudo parece acabado.

13 comentários :

  1. A história é linda *.* estou sem saber se leio ou não a continuação.
    Já estou seguindo o blog.

    Te espero no
    Colecionadores de Livros

    Beijos, jeh

    ResponderExcluir
  2. Olá,
    Realmente é necessário preparar os lencinhos.
    Li a obra no ano passado, mas gostei muito que não esqueci praticamente nenhum detalhe dela. Essa semana tive o prazer de conferir a adaptação cinematográfica e foi aquele rio de lágrimas rsrs
    A escrita da Jojo nos prende do início ao fim e é uma obra extraordinária.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Eu sinto que também cometi um erro horrível ao ainda não ter lido essa obra. Todos elogiam tanto, e até mesmo o trailer me deixou muito interessada na trama, mas ainda não consegui comprar para ler. :( Vai ser minha meta de 2017!
    Eu já imagino como acaba, mas mesmo assim quero muito conferir o desenvolvimento.

    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  4. Olá Marco!
    Li esse livro pouco tempo depois que lançou no Brasil por indicação de outros leitores e foi um das leituras mais intensas que eu já fiz até hoje. Foi ótimo ter lido antes porque se eu deixasse pra ler recentemente, com certeza eu teria desistido por causa dos spoilers. Os personagens são muito bem construídos e não tem como não amar a trama. Fico feliz em saber que você gostou também.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Oi, Marco!
    Li esse livro há taaaanto tempo! A história é muito bonita e realmente precisamos de uns lencinhos durante sua leitura. Não é meu livro preferido e tenho alguns issues com a história, mas a construção dos personagens é muito boa e o desenrolar da trama fluir muito bem também.
    BJs!

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Esse livro é lindo e passa uma mensagem muito bonita. Não foi uma leitura que eu tenha precisado de lenços, me emocionei e amei cada parte cada detalhe.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Olá! Esse livro me marcou muito e entrou de cara para os meus favoritos. O filme, muito mais divertido e focado apenas no casal também me rendeu suspiros. Ambas as vezes, chorei bastante com as lindíssimas cenas com que a autora nos presenteou e ri com as situações inusitadas e o quanto Lou é desastrada. Sobre a continuação, era melhor não ter lido e continuar com as lindas lembranças do livro I em mente.
    Abraço!!

    Karla Samira
    http://pacoteliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi Marco, tudo bem?
    Acredita que esse livro também está na minha estante até hoje e não tive a oportunidade de lê-lo? Mas já vi o filme e solucei sem parar no final. Eu gostei da autora ter abordado os problemas da condição dele. Mesmo com eles, foi difícil aceitar sua escolha. Mas também é difícil ver o sofrimento dele. Uma questão muito complexa e bem polêmica. Não vejo a hora de ler!!! Sua resenha ficou ótima!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Marco, eu tenho sérios problemas com livros tristes.
    E também não consigo lê-los quando eles estão uma febre.
    Não faço ideia se um dia lerei esse livro, mas não duvido do quanto a história pode nos prender.
    Que bom que você não se decepcionou.

    ResponderExcluir
  10. Oiee Marco ^^
    O livro é lindo, né? Eu ainda lembro de quando o li, e o quanto chorei...haha' livros que fazem a gente chorar ficam na memória por muuuito tempo. Ainda não criei coragem para ver o filme, e não sei se o farei tão cedo, pois não me sinto preparada...haha'
    MilkMilks ♥

    ResponderExcluir
  11. Jojo conseguiu uma forma de nos marcar com esse livro né? Eu chorei que nem bebê quando chegava o final dessa história. Eu li quando começou o burburinho mas em nenhum momento imaginei que sentiria a intensidade que foi fazer a leitura e nem esperava o final que foi. É um livro fantástico <3
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Adorei esse livro e chorei feito louca, um dos melhores romances que já li. Que pena que você só leu agora! Pretende ler a continuação? Eu odiei! Mas muita gente gosta.

    ResponderExcluir
  13. Oi, Marco!
    Tive certa curiosidade na leitura logo após o lançamento do livro por aqui, mas à medida que não surgia oportunidade de leitura, o tempo passou e a vontade de lê-lo também. Até quis retomar isso esse ano, com a estreia iminente do filme, mas acabei assistindo-o antes disso e me dando por satisfeita, já que é uma história realmente emocionante que, se me deixou arrasada com a adaptação, imagina no livro como um todo? Rsrsrs, vou deixar passar, hehe. Mas que bom que você gostou!
    Beijos!

    ♥ Sâmmy ♥
    ♥ SammySacional.blogspot.com.br/ ♥

    ResponderExcluir

Designed by OddThemes | Distributed By Gooyaabi Templates