Header Ads

Resenha | Passarinho, de Crystal Chan


O que falar sobre o livro Passarinho? Comecei a ler o livro, e foi um começo bem degastante, uma leitura inicial bem chata, que fez quase eu desistir de lê-lo, mas ainda bem que eu não fiz isso, o livro a partir do seu quarto ou quinto capítulo se torna cada vez mais intenso e mais interessante, uma história de drama, que prende o leitor e faz o comover com toda a trama. 
A história se passa doze anos depois de um ocorrido que muda toda a vida de uma família. Conhecemos a pequena Joia, e de como o dia de seu aniversário, não há motivos para grande festa, mas pelo contrário, é um dia de muita tristeza. Por causa da morte de seu irmão, que Joia nem conheceu, a garota é proibida a ir em um penhasco, mas a garota acaba contrariando a ordem de seus pais, e fica naquele lugar onde ela tem uma grande ligação com a natureza.

Em um certo dia, Joia estava em cima da árvore que ela costumava subir, mas ao subir ela acaba percebendo que tem algo diferente, é então que ela avista um garoto, cujo o nome, era o mesmo de seu irmão, John. O garoto que logo se torna amigo de Joia, é um garoto que sonha em ser astronauta e deseja conhecer um dia seus pais biológicos.

Joia acaba tendo uma relação incrível com John, até descobrir um grande segredo do garoto, que destrói a grande amizade que eles tinham, e o único reconforto que a garota teve foi conquistar a amizade de seu avô, já que eles nunca se deram bem. A cada momento que Joia e seu avô vão se dando bem e vão construindo uma relação que nunca tiveram durantes anos, Joia vai se afastando cada vez mais seus pais, sentindo que eles a culpam por John ter morrido, ou por não terem superado a morte do seu irmão, não tiveram nenhuma relação de afeto ou carinho com a sua filha mais nova.

A história do livro é muito envolvente, o de como Joia tão nova, passou por tantas coisas, de como o amor de seus pais foram tão limitado e o único lugar que ela se sentia bem, seria no mesmo local que ocorreu a morte do seu irmão. O livro conta uma história de drama e superação, da importância do amor e do perdão para que uma família possa seguir em frente.

“Boas sementes se tornam boas árvores.”

Nota:


Ficha Técnica
Título: Passarinho
Título Original: Bird
Editora: Intrínseca
Ano de Lançamento: 2014
Páginas: 224
Sinopse: O avô de Joia parou de falar no dia em que matou o irmão dela. O menino se chamava John, e achava que tinha asas. Subia e saltava do alto de qualquer coisa, até ganhar do avô o apelido de Passarinho. Joia não teve a chance de conhecê-lo, pois Passarinho se jogou do penhasco bem no dia em que ela nasceu. Ainda assim, por muito tempo ela viveu à sombra de suas asas. Agora, aos doze anos, Joia mora em uma casa tomada por silêncio e segredos. Os pais culpam o avô pela tragédia do passado, atribuem a ele a má sorte da família. Joia tem certeza de que nunca será tão amada quanto o irmão, até que ela conhece um garoto misterioso no alto de uma árvore. Um garoto que também se chama John. O avô está convencido de que esse novo amigo é um duppy — um espírito maldoso —, mas Joia sabe que isso não é verdade. E talvez em John esteja a chave para quebrar a maldição que recaiu sobre sua família desde que Passarinho morreu.

12 comentários:

  1. ainda bem que vc não desistiu da leitura, e descobriu uma historia maravilhosa no final, tenho que confessar que eu teria desistido nos primeiros capitulos kkk mas depois de ler sua resenha quero muito ler essa historia completa.
    bjos

    dicasdachil.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Gostei do livro, parece ser do tipo que mexe com o nosso emocional, gosto disso!
    Sua resenha ficou ótima e achei lindo o quote.
    beijos

    ResponderExcluir
  3. Eu fiquei curiosa quanto ao livro, pela premissa ele parece ser muito bom.
    Vou procurar mais a respeito!
    Aliás, parabéns pela resenha, simples e objetiva ❤

    ResponderExcluir
  4. Sua resenha foi tão clara , que me deixou bem curioso sobre o livro. Não o conhecia até então, é pelo que eu li o livro tem um enredo muito legal e interessante. É sempre bom ler histórias que falam sobre superação e aproximação, pois vivenciamos isso constantemente em nossas vidas. Sem dúvida vou procurar conhecer melhor o livro. Beijinhos!

    www.facesemlivros.com

    ResponderExcluir
  5. Eu não conhecia o livro e apesar de você quase ter desistido, achei o enredo bem original, a capa linda e muita vontade de ler. Lembrei do mito de Ícaro.

    ResponderExcluir
  6. Não conhecia o livro mas fiquei com um pé atras pelo fato da leitura ser arrastada e a Joia não me convenceu muito, mesmo recuperando a amizade com o avô e o fato de ela não poder comemorar o dia do aniversário pelo fato da morte do irmão. Vou deixar a dica passar dessa vez.
    beijinhos ♥

    ResponderExcluir
  7. Ai eu achei linda a capa do livrinho, mas por ser uma leitura arrastada irei pular a dica, mas parabéns pela resenha e sinceridade.
    Beijinhos da Morgs!

    ResponderExcluir
  8. Eu ainda não conhecia o livro mas fiquei interessada em ler, achei que a sua resenha mostrou os principais pontos e me despertou curiosidade. Gostei da capa, simples mas bem bonita.

    ResponderExcluir
  9. Que resenha legal! Disse muito sem dizer nada essencial. Parabéns :D

    ResponderExcluir
  10. Olá, tudo bem? Conhecia o livro por alto e confesso que me surpreendeu a medida que fui lendo a resenha. Gostei do que foi mostrado por isso dica anotada! Adorei!
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Olá, tudo bem.

    Faz tempo que vejo este livro em livrarias, pego, mas nunca compro, mesmo sempre estando com um preço legal. Mas ele ainda não me atraiu. Foi muito bom saber mais do livro e gostei muito da sua resenha. :)

    ResponderExcluir
  12. Olá Marco.
    É ótimo quando um livro que começa ruim nos surpreende mais para frente.
    Que triste deve ser para a Joia não se sentir amada pelos pais, mas pelo menos ela tem o avô.

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.