Header Ads

Crítica | Para sempre Alice


E se tudo de importante na sua vida, o nascimento dos seus filhos, o dia do seu casamento, a aparência da sua mãe ou até mesmo o dia da sua formatura, sumissem de sua cabeça e você não se lembrasse de nada, nem mesmo do seu nome ou o nome daqueles que você mais ama. Como reagir a essa situação? Para sempre Alice, não vai ser um simples drama, mas tentará mostrar como é a vida de uma pessoa que sofre Mal de Alzheimer e de como a doença aos poucos vai destruindo as memórias de uma pessoa.


Julianne Moore vai interpretar Alice, uma mulher bem casada, com três filhos já criados, bem sucedida na sua profissão, e autora de vários livros. Sua vida estava perfeita, até que foi diagnosticada com Mal de Alzheimer precoce. Tentando não demonstrar o medo terrível que está sentindo, Alice vai ter outra preocupação, descobrir que a sua doença é hereditária e que caso alguns dos seus três filhos tenham o gene dela, terá o mesmo futuro que o de Alice, e isso lhe deixa mais triste e preocupada com toda essa situação.




O filme vai focar na história de Alice com o avanço da doença, nos seus jantares em família, dando aula na universidade, fazendo palestras e vivendo um romance com seu marido que a ama tanto. Quando a doença atinge Alice e vai se agravando, o Alzheimer a torna em outra mulher, uma professora que os alunos só reclamam, uma mãe que não sabe mais o nome da sua filha mais velha e até mesmo esquece que possui três filhos. Em dias bons, ela lembra de tudo e parece ser uma pessoa normal, mas quando a doença ataca, ela acaba não lembrando nem onde fica o banheiro de sua própria casa.

Alice tenta a todo instante não ser atingida pela doença, usa a tecnologia para fazer teste simples, como dizer o nome da sua mãe, onde ela mora e o mês do seu aniversário, o que inicialmente parecia ser algo simples, acaba mostrando que até as lembranças mais bobas vai lhe ser tirada.

Existem ótimas cenas quando estão em família, e todos querem mostrar que está tudo bem, mas quando Alice está sozinha, percebemos o contrário, que a doença está tirando toda sua personalidade, transformando em uma pessoa que ninguém conhece. Esse filme mostra a dura realidade das pessoas com Alzheimer, e de como as famílias acabam reagindo a essa doença, e de como coisas tão simples, acabam tornando-se bem complicadas.

O filme é lindo, a atuação de Moore é memorável. Existe uma cena, em que ela acaba falando sobre como se sente com a doença, e de como aquele momento que ela está se expressando é algo único, mas que depois de um dia, ou até mesmo uma hora, ela já não teria mais aquela lembrança. Perder a lembrança dia após dia é algo cansativo para quem tem a doença, como para a família, mas o filme quer ensinar algo sobre o amor. Mesmo ela não sabendo quem ela é, ou quem é a pessoa que está cuidando dela, Alice sente o amor, e aquilo de alguma maneira, é algo reconfortante, é um sentimento lindo, puro e único, é o que importa naquele momento.


Ficha Técnica
Título: Para sempre Alice
Título Original: Still Alice
Diretor: Richard Glatzer, Wash Westmoreland
Roteiro: Richard Glatzer, Wash Westmoreland
País de Origem: EUA
Duração: 101 minutos
Ano de Lançamento: 2015
Sinopse: A Dra. Alice Howland (Julianne Moore) é uma renomada professora de linguistica. Aos poucos, ela começa a esquecer certas palavras e se perder pelas ruas de Manhattan. Ela é diagnosticada com Alzheimer. A doença coloca em prova a a força de sua família. Enquanto a relação de Alice com o marido, John (Alec Baldwinse), fragiliza, ela e a filha caçula, Lydia (Kristen Stewart), se aproximam.


11 comentários:

  1. É um ótimo filme mesmo! Minha avó sofreu com alzheimer e, por isso, o filme me tocou de um modo muito especial.
    Gostei muito da sua resenha, bem sensível.
    bjsss
    Luana
    www.umasegundaopiniao.com

    ResponderExcluir
  2. Eu já ouvi muito falar desse filme por aí e sou louca pra assistir, parece ser muito bom e cheio de reflexões. Amei demais a dica!

    www.memoriasdeumaleitora.com.br

    ResponderExcluir
  3. Ainda não tive oportunidade de ver esse filme, mas, já ouvi falar muito bem dele. Não sabia que a personagem principal tem Alzheimer, isso me fez me interessar mais pelo filme, pois to com uma idéia de livro, e isso vai me ser útil. ❤

    🦄 www.belezaculta.com 🦄

    ResponderExcluir
  4. Oii
    Já conheço o filme mas ainda não assisti. O Alzheimer é uma doença muito triste mesmo, nunca teve casos na minha família, mas já teve de pessoas perto. Acho que o filme (assim como o livro) deve ser um bom retrato disto.

    Vícios e Literatura

    ResponderExcluir
  5. Amei sua opinião!
    Ainda não li nem assisti porque sou um bocado emotiva e, como vc bem descreveu, a carga emocional dessa história é bem forte. Tive parentes que sofreram desse mal, então mais um motivo pra ficar com o pé atrás, rs.
    Antes de assistir vou ter que comprar uma caixinha de lenços! :D
    Parabéns pela review!
    Bjocas,

    www.umdiamelivro.com.br
    www.youtube.com/literamigas4

    ResponderExcluir
  6. Olá, eu ainda não vi o filme, mas quero muito ver, assim como quero ler o livro no qual ele se originou, ainda mais agora que li suas considerações sobre a história. Me parece que a atriz protagonista fez um ótimo trabalho de interpretação, e a história também tem uma temática interessante.

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Essa doença é muito triste mesmo. Tive um tia teve e era muito triste ver que ela não lembrava de nada ou que lembrava de coisas que aconteceram anos atrás e não o que ela estava vivendo naquele momento. Fiquei muito interessada em ver o filme e ver como a vida da personagem se desenrola.
    Amei a sua crítica.
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  8. Olá, tudo bom?
    Já vi vários comentários sobre esse filme e cada vez que leio algo sobre ele me pergunto o porque ainda não assisti ou li o livro! Quero muito ver como é abordada a doença nesse filme e saber que a atuação da atriz protagonista foi incrível me deixou só mais curiosa para conferir! Depois te conto o que achei (quando assistir rs) ;D

    Beijos!!

    ResponderExcluir
  9. Já ouvi muito sobre esse filme, sério, e parece ser bem legal, vou pesquisar um pouco mais sobre ele, valeu a dica!

    ResponderExcluir
  10. Olá.
    Eu li o livro e assisto o filme é posso dizer que o livro é 100000 vezes melhor que filme .
    O filme está muito incompleto falta muitas semanas importante .
    Mais o livro e simplismente perfeito recomendo para todo mundo

    ResponderExcluir
  11. Oi! Ainda não li o livro e nem assisti ao filme, mas a temática do Alzheimer que a obra aborda é muito interessante para conseguirmos ver como é a vida de uma pessoa que sofre com a doença. Muitas vezes, as pessoas perdem a paciência com o próximo, mas não sabemos as dificuldades e lutas diárias que enfrentam.
    Minha vizinha tem Alzheimer, e é muito triste, ainda mais quando a própria família fica de saco cheio :/

    Gostei muito da sua crítica. Vou assistir e ler também hehe

    Beijos
    http://albumdeleitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.